29 de dezembro de 2016

Passagem de ônibus e metrô em Salvador aumenta para R$ 3,60 a partir de segunda

Passagem de ônibus e metrô em Salvador aumenta para R$ 3,60 a partir de segunda
Foto: Tácio Moreira/Metropress
A passagem de ônibus e metrô em Salvador vai sofrer reajuste a partir de segunda-feira (2): atualmente em R$ 3,30, vai para R$ 3,60. A informação foi publicada pelo site Bahia.ba e confirmada pelo Metro1. O aumento é de pouco mais de 9% e supera a previsão feita pelo prefeito ACM Neto (DEM) no início da semana, de que "o teto" seria de "aproximadamente 7%". A decisão, porém, não é de alçada somente da Prefeitura, uma vez que o sistema de transporte da capital compreende também o governo do estado, a CCR Metrô e as empresas de ônibus.
“Conversei com o secretário Fábio Mota. Estamos fazendo a conclusão de um estudo sobre o equilíbrio econô- mico do contrato. Mas uma coisa eu posso assegurar sem nem conhecer o estudo: não vamos dar nem um centavo a mais que a reposição inflacionária. Não quer dizer nem que daremos, mas o teto será isso, aproximadamente 7%”, declarou o prefeito.
O aumento tem como base a correção da inflação corrigida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA) e a adequação dos gastos.
 
 Metro 1
 

28 de dezembro de 2016

Recesso


A Associação dos Agentes Comunitários e de Endemias de Salvador (Aaces) comunica aos seus associados que funcionará até o dia 28 de dezembro, retomando as atividades em 2 de janeiro de 2017. Aproveitamos o ensejo para desejar a todos os agentes de saúde um Feliz Ano Novo. E que o ano de 2017 seja repleto de muita esperança e força para a categoria lutar pelos seus direitos.

Feliz Ano Novo!

Diretoria da Aaces.

27 de dezembro de 2016

Previsão de desemprego em 2017 piora ainda mais

O cenário para a geração de empregos no Brasil, que já estava ruim, foi revisto para um patamar ainda pior; a taxa de desemprego atual, de 11,8%, deve chegar a superar 13% em 2017, segundo projeção do Santander; economistas do banco previam uma taxa média de 11,6% para o ano que vem, mas revisaram o número para 12,7% depois da divulgação dos resultados fracos do PIB do terceiro trimestre; Bradesco também elevou sua expectativa de desemprego de 12,5% para 12,9%; segundo o banco, a criação líquida (a diferença entre as vagas criadas e as fechadas) de 150 mil postos formais no próximo ano não será suficiente para compensar o aumento do número de pessoas procurando emprego.
BRASIL 247

24 de dezembro de 2016

Feliz Natal!

A Associação dos Agentes Comunitários e de Endemias de Salvador (Aaces) deseja a todos agentes que a alegria e a esperança trazidas por Jesus no Natal envolvam sua vida e a de sua família e contagiem quem estiver a sua volta. Feliz Natal!








22 de dezembro de 2016

ACM Neto tem contas de 2015 aprovadas pelo TCM com ressalvas

O prefeito ACM Neto (DEM) teve as contas relativas ao exercício de 2015 aprovadas com ressalvas pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) na tarde desta quarta-feira (21).
A corte de contas aprovou também a abertura de auditoria para apurar gastos com publicidade relativo ao exercício de 2015 no valor de R $70 milhões.
A solicitação do conselheiro relator Plínio Carneiro para o aprofundamento do contrato com o Instituto Médico de Cardiologia da Bahia foi também aprovada.
O conselheiro Paolo Marconi solicitou aplicação de multas, mas o pedido foi rejeitado pela maioria.

Foto: Mathias Jaimes/TV Servidor

21 de dezembro de 2016

Centrais sindicais rejeitam flexibilização da jornada e Temer recua

Rovena Rosa/Agência Brasil

A oficialização da jornada móvel de trabalho proposta por Michel Temer não resistiu ao repúdio das centrais de trabalhadores, que tem sido o ponto fraco do governo; reprovação da proposta pelas entidades pesou para que ficasse para 2017 esse debate; jornada intermitente (sem horário fixo) é vista pelos trabalhadores como parte do pacote de precarização das relações de trabalho que ganharam força com Temer na presidência.

BRASIL 247

20 de dezembro de 2016

Programa Bolsa de Estudos 2017

Edital para Concessão da Bolsa de Estudo para a Educação Básica para o ano letivo de 2017 já está disponível no Diário Oficial do Município (DOM). A edição desta terça-feira (06) traz as regras para o benefício destinado aos filhos dependentes dos servidores/empregados públicos da Prefeitura Municipal do Salvador, matriculados em instituições de ensino credenciadas.
As inscrições devem ser feitas  no período entre 13/12 a 16/01/2017, nos horários : 08h30 às 11h30 e das 13h às 16h, nos Setores de Gestão de Pessoas (Segep) dos órgãos/entidades da Prefeitura Municipal do Salvador, do qual o servidor/ empregado público esteja lotado.
Os Setores de Gestão de Pessoas (Segep), ao receber as solicitações de Bolsa de Estudo deverão conceder ao servidor/ empregado público o Protocolo de Recebimento de Inscrição, modelo disponibilizado no Portal do Servidor, devidamente preenchido pelo servidor/ empregado público solicitante e assinado e datado pelos Segep’s, que encaminharão as solicitações de Bolsa de Estudo à Secretaria Municipal de Gestão (Semge).

Agora o servidor realizará sua inscrição "on-line" através do endereço eletrônico www.mathitis.salvador.ba.gov.br ou www.bolsadeestudo.salvador.ba.gov.br (ambiente do Google Chome) onde o mesmo:
  1. Acessa o sistema, inserindo o número do CPF e a mesma senha do contracheque;
  2. Clica em inscrição para acessar o formulário;
  3. Confere seus dados cadastrais;
  4. Escolhe o(s) filho(s) dependente(s) que irão concorrer a bolsa;
  5. Marca a escola na qual os filhos dependentes estejam matriculados, marcando 
  6. também o nível escolar , a série/ano e o turno;
  7. Lê a declaração e marca a em “concordo com o texto”;
  8. Salva o procedimento;
  9. Imprime o protocolo em duas vias;
  10. Anexa uma via do protocolo às documentações exigidas;
  11. Entrega no Setor de Gestão de Pessoas – SEGEP do órgão do qual está lotado.

O responsável pelo SEGEP confere os documentos, valida no sistema, emite protocolo em 

três vias e assina as três. Devolve uma ao servidor, arquiva a segunda, anexa a terceira
via às documentações entregues pelo servidor e encaminha para a SEMGE/BENS/Setor de 
Bolsa de Estudos, situado na Av. Joana Angélica; 399; Edifício Fernando José; Prédio da 
PREVIS; térreo Salvador – BA


Leia na íntegra: o Decreto nº 27.804, publicado no DOM nº 6703, de 21/10/2016.

Leia na íntegra: o Edital Concessão de Bolsa 2017, publicado no DOM nº 6731,

 de 06/12/2016.

Manual do Sistema da Bolsa: clique aqui

Modelo do Protocolo emitido pelo servidor: clique aqui

Modelo do Protocolo emitido pelo SEGEP: clique aqui

19 de dezembro de 2016

13º Salário

Resultado de imagem para decimo terceiro
Já está disponível em lançamentos futuros a segunda parcela do decimo terceiro salario dos servidores municipais da Prefeitura de Salvador


Proposta de jornada de trabalho flexível divide centrais sindicais

A proposta do governo de criar a jornada flexível de trabalho divide opiniões no meio sindical. Ricardo Patah, presidente da (União Geral dos Trabalhadores), disse que ainda não tem opinião formada sobre o tema. 
 
Segundo ele, o ministro do trabalho, Ronaldo Nogueira, negou a intenção de implementar a jornada móvel. "Conversei com o ministro sobre o assunto e ele disse que existe a intenção de criar alternativas para combater o desemprego, mas sem precarizar o trabalho", afirmou Patah. 
 
Na jornada móvel, ou intermitente, empregador poderá escalar o funcionário em determinado horário de trabalho e em dias diferentes da semana. Dessa forma, o funcionário poderá ter mais de um emprego, em expediente flexível, recebendo os direitos trabalhistas de forma proporcional. 
 
Outra medida que deve ser adotada pelo governo é a ampliação do contrato de trabalho temporário de 90 para 180 dias. 
 
Patah disse que participará nesta quinta-feira (22), às 11h, de uma reunião com Nogueira e o presidente Michel Temer para discutir as medidas. "Ainda precisamos analisar o assunto, mas a jornada intermitente é difícil de aceitar, porque criaria uma situação análoga à escravidão." 
 
O sindicalista argumenta que, com a jornada móvel, o empregado ficaria mais tempo à disposição da empresa, mas sem receber por isso. "Mas alguma medida tem que ser tomada para combater o desemprego." 
 
João Carlos Gonçalves, o Juruna, secretário-geral da Força Sindical, disse que o ministro também entrou em contato com a central para falar que discorda da jornada intermitente. 
 
"Creio que a ideia partiu da área econômica e não do conjunto do governo", afirmou Juruna. O sindicalista disse ainda que não está sabendo da reunião de quinta-feira com Temer. 
 
Segundo Juruna, flexibilizar a jornada de trabalho não resolverá o problema. "O que precisamos é de investimento em infraestrutura para geração de emprego, e não soluções paliativas." 
 
Sergio Nobre, secretário-geral da CUT (Central Única dos Trabalhadores) afirmou que não tem conhecimento da proposta de flexibilização da jornada de trabalho. "Mas, vindo do Temer, coisa boa não deve ser", disse. 
 
EMPRESAS 
Vander Morales, presidente da Fenaserhtt (Federação Nacional dos Sindicatos de Empresas de Recursos Humanos, Trabalho Temporário e Terceirizado), elogiou a iniciativa do governo. 
 
"A proposta deve motivar os empresários a contratarem. Muitos ficam com medo de contratar porque não sabem se a economia vai voltar a crescer", disse Morales. "A flexibilização da jornada vai permitir que as pessoas fiquem mais tempo empregadas e movimentará a economia.
 
 Bocão News

18 de dezembro de 2016

Audiência marcada sobre as gratificações









Os agentes de saúde cujo nome está listado abaixo tiveram a  audiência marcada. Favor conferir a data e o horário. Qualquer dúvida, contactar pelo telefone (71) 3027-0951 ou pelo whatsapp.98537-7989, a partir das 14h.

19/12/2016 às 8h10min - Deise Fernandes dos santos
19/12/2016 às 9h30min - Ana Clara Magalhães Borges
20/01/2017 às 10h Cleber - Cerqueira Barreto
26/01/2017 às 10h20min - Paulo Roberto Moreira Cruz
02/02/2017 às 14h30min - Adneildes de Jesus Santos
13/02/2017 às 10h20min - Helionara Alves
14/02/2017 às 8h50min - Marta Batista dos Santos
14/02/2017 às 9h10min - Elisangela Rosa de Jesus Lima dos Santos
14/02/2017 às 9h30min - Alexsandra Silva Dessa
15/02/2017 às 8h10min - Marcus Roberto Barbosa São Pedro
27/02/2017 às 15hmin - Jorge Luis Reis Paiva
27/02/2017 às 13h45min - Alexsandro Rodrigues Maia
28/02/2017 às 13h30min - Cosme Luis de Almeida
28/02/2017 às 14h - Niedja Regina Bandeira
01/03/2017 às 13h30min - Nubia Sousa Santana

17 de dezembro de 2016

Doença misteriosa pode estar relacionada a consumo de peixe; Valença registra 2 casos

Doença misteriosa pode estar relacionada a consumo de peixe; Valença registra 2 casos
Foto: Getty Images
Além de Salvador, o município de Valença também registrou dois casos de uma doença desconhecida que causa fortes dores musculares e deixa a urina preta (veja aqui). Em casos graves, o paciente pode chegar à insuficiência renal. De acordo com o médico infectologista Antônio Bandeira, o consumo de carne do peixe Olho de Boi, conhecido também como Arabaiana, está relacionado à doença. Todos os 11 pacientes em acompanhamento médico disseram ter comido a carne antes ou durante o surgimento dos sintomas. "Uma família de quatro pessoas, que consome muito peixe, falou que nos dias que, nos dias que antecederam o surgimento dos sintomas, não comeram. Mas temos pelo menos cinco pessoas que se alimentaram de peixe em Guarajuba, que é um casal de namorados, a tia, uma mulher que comprou o alimento, e também a empregada dela", contou o médico ao Correio. Apesar dos estudos já realizados, não há certeza sobre as causas da doença. A orientação é, ao perceber os sintomas, o paciente deve se hidratar bastante, evitar ingestão de anti-inflamatórios e procurar um médico. "O risco que existe é a pessoa ter a urina escura, não se hidratar adequadamente e acabar tendo uma insuficiência renal. E isso pode acontecer", alertou Bandeira. O surto já foi informado à Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), que afirmou que os casos serão investigados. 
 
Bahianotícias

14 de dezembro de 2016

Atenção: Fim do prazo para recadastramento

Atenção Servidores


Termina nesta sexta-feira (16) o prazo para a Atualização Cadastral Obrigatória dos servidores municipais. Porém, existem mais de 800 servidores sem realizar o recadastramento. O procedimento, previsto no Decreto nº 27.766, publicado no Diário Oficial do Município, teve início dia 11 de outubro deste ano. A atualização cadastral tem como finalidade validar o quadro de pessoal dos órgãos/entidades, assim como atualizar os dados dos servidores, ajudando a melhorar o planejamento municipal.

Para isso, o servidor deve comparecer ao Setor de Gestão de Pessoas (Segeps) da sua unidade (Secretaria de saúde, 5º andar), ate o dia 16 de dezembro, portanto os documentos comprobatórios. O servidor/empregado que não cumprir o prazo estabelecido em decreto terá o seu salário bloqueado até que a pendência seja regularizada presencialmente na sua unidade.

Segue abaixo o relatório dos servidores que ainda estão pendentes.







10 de dezembro de 2016

Contas de campanha de ACM Neto são rejeitadas na justiça eleitoral



Por Victor Pinto | Fotos: Reprodução

Em decisão proferida na última quarta-feira (7), o juiz Osvaldo Rosa Filho da 6ª Zona Eleitoral de Salvador rejeitou a prestação de contas final de campanha do prefeito reeleito de Salvador, ACM Neto (DEM) e do candidato a vice-prefeito, Bruno Reis (PMDB).
Na sentença, cujo Bocão News teve acesso, o magistrado ressalta o pedido do Ministério Público pela desaprovação em consonância a um parecer técnico que aponta irregularidades. Pela peça, há o destaque para gastos com recursos do Fundo Partidário que não foram comprovados e o magistrado determina o ressarcimento, em até cinco dias, de R$370.184,01 ao Tesouro Nacional.
BOCÃO NEWS

9 de dezembro de 2016

Testes de vacina contra dengue são iniciados pelo Instituto Butantan

Testes de vacina contra dengue são iniciados pelo Instituto Butantan
Foto: Osnei Restio
O Instituto Butantan realizou nesta terça-feira (6), em Belo Horizonte, o lançamento oficial dos testes clínicos da vacina contra a dengue. Outras doze cidades já estão com os testes em andamento. A previsão é de que o imunizante possa ser disponibilizado ao público até 2018. "Com os vírus vivos, a resposta imunológica tende a ser mais forte, mas, como estão enfraquecidos, eles não têm potencial para provocar a doença", explicou Jorge Kalil, diretor do Instituto Butantan, sobre a vacina produzida. Segundo a Agência Brasil, os testes em Belo Horizonte são realizados em parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Até agosto de 2017, 1.222 pessoas serão recrutadas como participantes. Dois terços receberão a vacina e um terço receberá placebo, que não possui o vírus e assim não tem efeito. Nenhum deles terá conhecimento se foi aplicada vacina ou placebo. Durante cinco anos, os participantes serão monitorados para avaliar se houve proteção em quem recebeu o imunizante. Ao todo, serão envolvidos 17 mil voluntários em 13 cidades das cinco regiões do Brasil. Esta é a terceira fase de testes com a vacina e a última necessária para submetê-la à aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Uma vez aprovado, o imunizante poderá finalmente ser produzido em larga escala e chegar às unidades de saúde. Os dados disponíveis até agora nas duas primeiras fases indicam que ele é seguro e eficaz, induzindo o organismo a produzir anticorpos de maneira equilibrada contra os quatro tipos de vírus da dengue. 
 
Bahianotícias

7 de dezembro de 2016

ACE é vítima de bala na coxa no Subúrbio Ferroviário



 
A agente de combate às endemias (ACE) Fabiana foi vítima de bala de revólver na coxa direita durante uma troca de tiros no quarteirão onde estava trabalhando na manhã desta quarta-feira, no Subúrbio Ferroviário. Por pouco uma equipe da Leptospirose que também estava trabalhando próximo do quarteirão de Fabiana não é vitimada. Infelizmente, trata-se de mais um caso no qual um agente de saúde sofre violência quando está trabalhando.

Além das dificuldades da não valorização profissional dessa categoria pelo governo ACM Neto, os agentes sentem-se constrangidos ou inseguros para realizar suas atividades em boa parte da capital baiana.

Análise de aborto por zika no STF será mais difícil que de anencefalia, avalia ministro

por Rafael Moraes Moura e Lígia Formenti | Estadão Conteúdo
Análise de aborto por zika no STF será mais difícil que de anencefalia, avalia ministro
Foto: Getty Images
Quatro anos depois de permitir o aborto de fetos anencéfalos, o plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) deve voltar a tratar do tema nesta terça-feira (7) quando está marcado o julgamento de uma ação que propõe a descriminalização do aborto no caso de grávidas infectadas pelo vírus da zika. Ministros ouvidos reservadamente pela reportagem, no entanto, consideram que o novo julgamento é mais delicado e controverso que a anencefalia, por haver maior potencial de vida nas crianças que desenvolvem microcefalia. Além disso, apontam que não há ainda estudos científicos robustos sobre as consequências do vírus da zika. "É um julgamento complexo, que pode abrir precedentes. Também vamos autorizar aborto de fetos com Síndrome de Down?", indaga um ministro ouvido pela reportagem. Na avaliação dele, o debate em torno do tema ainda não está suficientemente amadurecido a ponto de o STF firmar um entendimento. "É um tema que exige maior maturação", opina o ministro. O processo é de relatoria da presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, que já tem o voto pronto desde setembro. Em 2012, Cármen deu um dos oito votos favoráveis à liberação de aborto em caso de anencefalia - outros dois ministros votaram contra: Ricardo Lewandowski e Cezar Peluso, que já deixou a Corte e se aposentou. Na época, Lewandowski considerou que caberia ao Congresso incluir no Código Penal uma nova exceção ao crime de aborto. O Código Penal prevê que a interrupção da gravidez no Brasil é permitida apenas nos casos em que a gestante corre risco ou quando a gravidez decorre de estupro. "É um julgamento diferente da anencefalia: nesse caso, há possibilidade de vida, embora haja uma deficiência bárbara", avalia outro ministro, que acredita que há maioria na Corte pela liberação, ainda que por um placar mais apertado que o da anencefalia. Dentro do STF, pelo menos três votos são considerados certos a favor do direito de aborto no caso de grávidas infectadas pelo vírus da zika: Luís Roberto Barroso, Edson Fachin e Rosa Weber, que já se manifestaram na última terça-feira no sentido de que a interrupção da gravidez até o 3º mês não é crime. A ação direta de inconstitucionalidade a ser julgada pelo plenário do STF foi ajuizada pela Associação Nacional de Defensores Públicos (Anadep), que também pede a obrigação de haver médicos capacitados para o diagnóstico clínico de infecção por zika em unidades do SUS e a imediata disponibilidade nos hospitais de exames para a detecção da infecção. O ministro da Saúde, Ricardo Barros, não quis opinar sobre o tema. Numa entrevista ao Estado, logo ao assumir ele havia afirmado que qualquer discussão sobre o tema deveria ser feita ouvindo setores religiosos. 
 
Bahianotícias

6 de dezembro de 2016

Corte de terceirizados da prefeitura provoca tensão entre vereadores da base

por Fernando Duarte
Corte de terceirizados da prefeitura provoca tensão entre vereadores da base
Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ Bahia Notícias
Vereadores de Salvador reclamam, nos bastidores, que a série de cortes prometida para a próxima gestão do prefeito ACM Neto (DEM) começou com indicações dos edis. Apesar de não ser oficial, parte dos terceirizados e comissionados do Executivo é de indicação de representantes da base e, diante do enxugamento da máquina, apadrinhados dos vereadores estariam na linha de corte. Ao Bahia Notícias, um edil reclamou nominalmente da secretária de Gestão, Sônia Magnólia, que possui perfil estritamente técnico e não estaria acatando as demandas políticas. “Estão demitindo as pessoas sem olhar se são ligadas a alguém”, protestou o vereador. Apesar de possuir uma base aliada consolidada, a Câmara ainda deve votar a reforma administrativa da prefeitura nas próximas semanas e uma tensão pode atrasar os planos do Palácio Thomé de Souza, segundo alguns vereadores. 
 
Bahianotícias

5 de dezembro de 2016

Reforma da Previdência de Temer castiga pobres e mantém privilégios

Paulo Victor Chagas e Ivan Richar Esposito, da Agência Brasil - O presidente Michel Temer defendeu a adoção de uma idade mínima para que a aposentadoria continue a ser paga aos trabalhadores nesta e nas próximas gerações.
Em um discurso firme sobre a necessidade de se fazer uma reforma ampla, Temer disse a senadores e deputados que a reforma da Previdência a ser encaminhada amanhã (5) ao Congresso será "amplamente debatida" durante sua tramitação no Legislativo.
"Manter sustentável a Previdência exige induvidosamente uma reforma, sob pena de colocar em risco recebimento de aposentadoria, pensões e demais benefícios previdenciários desta e das próximas gerações. Temos longa experiência no Parlamento e sempre fizemos pequenas reformas. Chega de pequenas reformas", disse Temer. "É preciso postergar a concessão da aposentadoria. Isso só pode ser feito pelo estabelecimento de uma idade mínima. Se o sistema se mantiver nos parâmetros atuais, a conta não fecha".
Citando exemplos econômicos e políticos para a necessidade das mudanças, Temer disse que a idade média de aposentadoria por tempo de contribuição é hoje de 54 anos. "O segurado permanece mais de 20 anos recebendo e ainda pode deixar pensão para os seus dependentes. Em alguns grupos o tempo de gozo do benefício é superior ao tempo de contribuição", disse.
De acordo com o presidente, as novas regras valerão "integralmente" para os mais jovens, mas haverá uma transição para os trabalhadores com 50 anos ou mais. Temer lembrou também que os que já completaram o tempo de serviço mínimo "não precisam se preocupar", porque não serão atingidos.

BRASIL 247

China alcança resultados significativos em trabalho de combate à Aids

China alcança resultados significativos em trabalho de combate à Aids
Foto: Shutterstock
O método da China para combater a Aids foi considerado bem-sucedido, informaram funcionários e especialistas do setor de saúde na semana passada. De acordo com os dados oficiais, a China possuía cerca de 850 mil pessoas com Aids, aproximadamente 0,06% da população, até o final de 2015. O trabalho de prevenção da doença na China tem alcançado resultados significativos. Segundo a Agência Brasil, o país impediu basicamente os casos de transmissão pelo sangue por injeções, por meio de uso de drogas, e de mãe para filho, disse Wang Guoqiang, vice-diretor da Comissão Nacional da Saúde e do Planejamento Familiar da China. Entre 2010 e 2015, o número de pessoas testadas pelo HIV na China aumentou de 60 milhões para 140 milhões. Wu Zunyou, chefe do Centro de prevenção e controle da Aids e HIV do Centro de Controle e Prevenção de Doenças da China (CCPD), disse que a expansão do número de testes havia descoberto mais pessoas infectadas. Comparando com 2010, a taxa de mortalidade em 2015 caiu 57% e a taxa de detecção aumentou mais de 68%. "Os dados e êxitos da China provaram que suas ações são bem-sucedidas, se tornam uma referência para o Programa das Nações Unidas sobre HIV/Aids", disse Wu. Além disso, afirmou Wu, a China já tomou as medidas efetivas para controlar a transmissão do HIV entre usuários de drogas, e o programa da Organização das Nações Unidas sobre HIV e Aids tem popularizado a experiência da China em outras áreas do mundo. "A China pode continuar a expandir sua experiência nos esforços de combate ao HIV e à AIDS para o resto do mundo, especialmente para os países africanos", disse Lyu Fan, funcionário do CCPD.
 
Bahianotícias

2 de dezembro de 2016

Agentes de saúde têm audiência marcada, mas a Aaces não consegue contactá-los




Os agentes de saúde relacionados abaixo tiveram audiência marcada, mas, por não fornecerem contato, a Associação dos Agentes Comunitários e de Endemias de Salvador (Aaces) não pôde contactá-los.

. Anacildes Silva - Dia 06/12 às 15h30min;
. Balbina da Visitação - Dia 06/12 às 8h50 min;
. Cleidinalva  Maria - Dia 07/12 às 13h45min;
. Cristiano de Jesus - Dia 07/12 às 8h10min.

Esses servidores devem entrar em contato com a Aaces urgentemente a partir das 14h ( 719853-77989).




30 de novembro de 2016

Primeiro caso de glaucoma congênito decorrente do Zika é registrado em Salvador

Primeiro caso de glaucoma congênito decorrente do Zika é registrado em Salvador
Foto: PAHO/ WHO
Um caso inédito de glaucoma congênito decorrente do Zika foi relatado nesta terça-feira (29) pelo pesquisador Bruno de Paula Freitas, oftalmologista do Hospital Geral Roberto Santos (HGRS), em publicação na revista Ophthalmology. "Essa é a primeira vez que é descrito na literatura científica a presença de glaucoma congênito em um bebê com comprovada infecção pelo Zika vírus. Doença rara e grave, pois pode levar à cegueira permanente, o glaucoma congênito é caracterizado pelo aumento da pressão intraocular em crianças portadoras de má formação nos olhos", explicou o médico. Para chegar à conclusão do trabalho científico, Freitas contou com a parceria de pesquisadores da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), da Universidade de Yale (EUA) e dos laboratórios da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e do Instituto Evandro Chagas (IEC). Juntos, os autores relatam o caso em um bebê de três meses de idade, nascido em Salvador, com sorologia positiva para Zika vírus e negativa para dengue e outras possíveis causas de infecções congênitas. "A criança apresentava microcefalia, alterações dos membros inferiores, além de outras alterações cerebrais, como o desenvolvimento incompleto do corpo caloso e lisencefalia, também conhecido por 'cérebro liso', devido à falta de sulcos e reentrâncias que observamos em um cérebro normal", lembrou Freitas. O oftalmologista contou ainda que a criança estudada apresentava aumento do globo ocular direito, associado à fotofobia, e lacrimejamento persistente, bem como irritabilidade constante. O bebê foi submetido à trabeculectomia, cirurgia para tratar o glaucoma congênito do olho direito. Isso fez com que a pressão intraocular fosse normalizada, o edema corneano reduzido e melhorasse a irritabilidade, a fotofobia e o lacrimejamento. Na avaliação dos autores, o trabalho acende um forte alerta para a atenção que deve ser dada ao glaucoma congênito, já que se trata de uma patologia de alto potencial de perda visual irreversível.  
 
Bahianotícias

24 de novembro de 2016

Quase 900 cidades podem ter epidemias de dengue, chikungunya e zika

por Lígia Formenti | Estadão Conteúdo
Quase 900 cidades podem ter epidemias de dengue, chikungunya e zika
Foto: Reprodução / Pixabay
Levantamento feito pelo governo federal e municípios mostra que 855 cidades estão em situação de alerta ou de risco para epidemias de dengue, chikungunya e zika neste verão. Esse grupo, equivalente a 37,4% dos municípios pesquisados, apresenta altos índices de criadouros do Aedes aegypti, vetor das três doenças. O número, 18% menor do que o apontado no levantamento de 2015, causou um misto de apreensão e frustração entre autoridades sanitárias. A expectativa era de que a redução fosse maior, principalmente por causa da grande discussão em torno da microcefalia, má-formação congênita associada à infecção pelo zika. Todo aparato montado ao longo deste ano, as visitações feitas nos domicílios, trouxeram um impacto menor do que o esperado. A consequência é a de que o Brasil se prepara para enfrentar um verão com dez capitais com número de criadouros do mosquito muito acima do que é considerado seguro e com o risco de maior circulação do chikungunya, uma doença que pode se tornar crônica, provocar dores e ser incapacitante. Ao apresentar os dados, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, reconheceu que a redução de criadouros foi menor do que o desejado e responsabilizou os municípios e a população: "Por isso que o presidente do Conselho de Secretários Municipais está aí. Para que motive os municípios a participar de uma forma mais efetiva. Não há força pública capaz de combater o mosquito. Ou a população se engaja ou nós não vamos conseguir vencer essa batalha." O ministro voltou a dizer que a maior preocupação deste ano é com chikungunya. "Qualquer crescimento do número de criadouros representa o risco de mais pessoas atingidas. E é uma doença incapacitante, gera muitas dores, as pessoas requisitam auxílio-doença, custa caro para o governo. Nossa preocupação é sensibilizar a população, para que se proteja, para que use repelentes, para que evite a exposição ao mosquito", disse. Embora os resultados obtidos ao longo do ano sejam pouco animadores, Barros afirmou esperar que o trabalho de combate ao mosquito nos próximos meses seja eficaz. Questionado se haveria uma epidemia no País de chikungunya no próximo ano, ele afirmou: "Mesmo se os casos dobrarem, teremos 500 mil casos. Não é uma epidemia para o Brasil, mas é uma preocupação", disse. O levantamento, batizado de Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa), foi feito em 2.284 dos 3.704 municípios considerados aptos para fazer a pesquisa, por terem mais de 2 mil imóveis. A pesquisa é feita por adesão. Barros afirmou haver uma proposta de se transformar, para o próximo ano, o LIRAa em obrigatório a todos os municípios. "Todos têm de colaborar." O trabalho deste ano mostra que nas regiões Nordeste e Sul, a maior parte dos criadouros foram encontradas em depósitos de água, como tonéis tambores e caixas. No Nordeste e Centro-Oeste, depósitos maiores foram encontrados em depósitos de lixo. O Sudeste foi a única região em que a maior parte dos criadouros estava em depósitos domiciliares. No Nordeste, metade dos municípios está em situação de alerta ou de risco. Entre elas, destaque para as capitais Rio Branco, Belém, Boa Vista e Manaus. No Nordeste, o número é ainda mais preocupante: 63,2% das cidades estão em situação de risco ou de alerta. Capitais estão nesta lista: Aracaju, Salvador, Recife. No Centro-Oeste, 21,5% dos municípios visitados estão em condição de risco e alerta. No grupo com essa classificação estão as capitais Cuiabá (em situação de risco)e Goiânia. No Sudeste, Vitória está em situação de alerta. Ao todo, 22,9% das cidades que fizeram o LIRAa estão em situação de alerta e risco. São Paulo, Rio estão em situação considerada satisfatória.
 
Bahianotícias

22 de novembro de 2016

Casos de chikungunya causam uma explosão de auxílio-doença no país

Casos de chikungunya causam uma explosão de auxílio-doença no país
Foto: Reprodução / Pixabay
O número de casos de chikungunya no Brasil está causando um impacto no número de requerimentos de auxílios-doença e, consequentemente na economia do país. De acordo com a Folha de S. Paulo, neste ano já foram registradas 941 concessões de auxílio-doença devido à chikungunya. Em 2015 foram somente 22. O número, no entanto, pode abranger mais de um pedido de pessoa, por conta da renovação do pedido, uma vez que a concessão é feita temporariamente e é renovado conforme avaliação de médicos. O INSS confirmou que dos benefícios que foram concedidos em 2016, 115 ainda estão ativos. O auxílio-doença é um benefício previsto para segurados do INSS que contraíram doença ou se envolveram em acidente que os mantiveram incapazes de continuar trabalho. Até agora são 2.297 municípios com registro da doença.
 
Bahianotícias

20 de novembro de 2016

2 de cada 5 cidades já têm casos de chikungunya, alerta Ministério da Saúde

por Fabiana Cambricoli e Paula Felix | Estadão Conteúdo
2 de cada 5 cidades já têm casos de chikungunya, alerta Ministério da Saúde
Foto: José Cruz/ Agência Brasil
Classificada pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, como o pior problema de saúde que o Brasil deverá enfrentar no próximo verão, a chikungunya já mostra seu poder de disseminação antes mesmo da chegada da estação. Dados do Ministério da Saúde mostram que a doença já está presente em dois de cada cinco municípios brasileiros e, só neste ano, já provocou 138 mortes. Se o verão de 2014/2015 foi marcado por uma epidemia recorde de dengue no País e o de 2015/2016 causou pânico pela descoberta da relação do vírus zika com a ocorrência de microcefalia, a estação de 2016/2017 deverá, segundo especialistas, registrar uma explosão de casos de chikungunya se a circulação do vírus seguir a mesma tendência observada neste ano. O número de notificações da doença passou de 38,3 mil, em 2015, para 251 mil em 2016. No ano passado, 696 cidades brasileiras foram atingidas pela chikungunya. Em 2016, já são 2.281 municípios. Pelo menos sete Estados brasileiros já registram índices epidêmicos do problema - mais de 300 casos por 100 mil habitantes -, todos no Nordeste. "Eu diria que 2016 jáé o ano em que a chikungunya está muito preocupante e, apesar disso, ainda temos muita falta de informação", diz o infectologista Rivaldo Venâncio, diretor da Fiocruz Mato Grosso do Sul. Dimensionar com exatidão o alcance da epidemia esbarra nas limitações dos métodos diagnósticos. As semelhanças entre os vírus da chikungunya, zika e dengue e de alguns dos seus sintomas dificultam a criação de testes precisos e podem causar confusões quando o diagnóstico é feito somente por avaliação clínica, prática comum em períodos epidêmicos. Presidente da Sociedade Brasileira de Dengue e Arboviroses, o infectologista Artur Timerman afirma que, de um modo geral, as epidemias costumam começar com poucos casos, que se tornam crescentes, chegam ao ápice e caem. "A chikungunya teve relatos de casos há cinco anos no Nordeste. Depois, houve um grande número de casos relatados há dois anos, um ano antes da zika. Está seguindo o trajeto que seguiu a dengue", diz. Timerman diz que a postura do Ministério da Saúde de alertar sobre a possibilidade de maior disseminação da doença não terá efeitos na população sem ações de combate ao mosquito associadas a mudanças nas cidades. "Estamos com três vírus circulando e não sabemos o impacto disso. Esse é um dos problemas de saúde pública mais dramáticos. Fala-se em combater o vetor de forma emergencial, mas é preciso pensar em saneamento básico, cidades menos impermeabilizadas e com mais áreas verdes". O ministério afirmou, em nota, que o aumento de casos era previsto, uma vez que a doença é recente e, por isso, há mais pessoas suscetíveis. A pasta diz ainda que tem se preparado para o próximo verão, intensificando as ações de prevenção e combate ao mosquito, com medidas como mobilizações nacionais para coleta de pneus e conscientização da população sobre a importância da continuidade das ações de combate ao mosquito. 
 
Bahianotícias

18 de novembro de 2016

OMS retira emergência sanitária internacional da Zika; Brasil manterá status até março

OMS retira emergência sanitária internacional da Zika; Brasil manterá status até março
Foto: Reprodução / Pixabay
A Organização Mundial da Saúde (OMS) retirou o status de emergência sanitária para o vírus da Zika e os transtornos neurológicos associados. Em coletiva realizada nesta sexta (18) em Genebra, na Suíça, a Organização afirmou que, mesmo com essa decisão, a comissão deve continuar com uma ação "endurecida" contra as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti. De acordo com o G1, com o fim da emergência para o controle do vírus, a equipe deverá criar um programa para ser instalado a longo prazo pela OMS. O Ministro da Saúde, Ricardo Barros, no entanto, afirmou que a emergência sanitária será mantida. "As consequências da microcefalia são muito graves, o Brasil está acumulando conhecimento sobre o assunto, precisamos manter a vigilância", afirmou Barros. De acordo com o jornal Estadão, o governo deve manter a condição pelo menos até o fim do verão, que ocorre no final de março.
 
Bahianotícias

17 de novembro de 2016

Neto anuncia corte de mil terceirizados e contratos via Reda


15 de novembro de 2016

Testes rápidos de chikungunya da Bahiafarma podem ser liberados ainda este ano no SUS

Testes rápidos de chikungunya da Bahiafarma podem ser liberados ainda este ano no SUS
Foto: Divulgação
Os testes rápidos de chikungunya desenvolvidos pela Bahiafarma poderão ser liberados ainda este ano na rede pública de Saúde. Isto porque, segundo a coluna Satélite, no Correio, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, recomendou que o presidente do laboratório baiano acelerasse o processo junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Agora as amostras produzidas pela Bahiafarma, com registro obtido Anvisa desde o inicio de setembro, serão avaliadas pelos técnicos do órgão, e caso seja comprovada uma alta eficácia na detecção do vírus, o método será comprado pelo Ministério da Saúde e distribuído em larga escala pelo SUS. O teste rápido foi desenvolvido pela Bahiafarma, em parceria com pesquisadores da empresa sul-coreana Genbody.
 
Bahianotícias

14 de novembro de 2016

Um em cada dois adultos não sabe que tem diabetes, diz federação


Um em cada dois adultos não sabe que tem diabetes, diz federação
Foto: Marcos Santos/ USP Imagens
Um em cada dois adultos tem diabetes, mas ainda não foi diagnosticado. O alerta foi dado pela Federação Internacional do Diabetes, nesta segunda-feira (14). A data marca o Dia Mundial do Diabetes. A entidade lançou nesta segunda a campanha “De olho no Diabetes”, com foco em promover a importância do rastreamento e garantir o diagnóstico precoce, o tratamento e a redução do risco de complicações mais sérias – sobretudo em casos de diabetes tipo 2. A Federação afirma que a doença cresce em todo mundo, e que 415 milhões de adultos conviveram com a diabetes em 2015. Em 2040, o número pode chegar a 642 milhões – uma proporção de um adulto diabético para cada dez adultos no planeta. “Muitas pessoas vivem com diabetes tipo 2 por muito tempo sem que tenham ciência de sua condição. Quando recebem o diagnóstico, as complicações provocadas pela doença podem já estar presentes”, destaca a federação. A instituição ainda indica que até 70% dos casos de diabetes tipo 2 podem ser prevenidos por meio da adoção de hábitos mais saudáveis. A quantia deve representar cerca de 160 milhões de pacientes até 2040. “Diante de índices crescentes de subnutrição e de baixa atividade física entre crianças de diversos países, o diabetes tipo 2 na infância tem potencial para se tornar um problema de saúde pública global, provocando sérias consequências”, acrescenta a entidade. A doença é a principal causa de cegueira, doenças cardiovasculares, falência renal e amputação de membros inferiores. Os sintomas da diabetes tipo 1 é, geralmente, repentino e dramático, com sintomas como: sede excessiva; rápida perda de peso; fome exagerada; cansaço inexplicável; muita vontade de urinar; má cicatrização; visão embaçada; falta de interesse e de concentração; vômitos e dores estomacais, frequentemente diagnosticados como gripe. Já os sintomas do tipo 2, são quase ausentes. O Dia Mundial do Diabetes foi criado em 1991 pela Federação Internacional do Diabetes em conjunto com a Organização Mundial da Saúde (OMS), em resposta às preocupações sobre os crescentes números de diagnóstico no mundo.
 
Bahianotícias

11 de novembro de 2016

Ministério da Saúde adverte que chikungunya deve ser o pior problema do verão

Ministério da Saúde adverte que chikungunya deve ser o pior problema do verão
Foto: Reprodução / Pixabay
O Ministro da Saúde, Ricardo Barros, afirmou nesta quinta (10) que técnicos da Organização Mundial da Saúde (OMS) avaliaram que a chikungunya será o maior problema a ser enfrentado no verão do Brasil. Barros disse que concorda com o fato: "Achamos de fato que este ano o número de casos de chikungunya será mais intenso", disse. Uma das principais preocupações do Ministério é com o impacto econômico, tendo em vista que a doença pode ser incapacitante temporariamente. O Ministério se prepara para lançar uma campanha de prevenção do Aedes aegypti, que deve ter um tom diferente das campanhas anteriores. De acordo com o Estado, agora o Ministério focará em mostrar o impacto que a picada do mosquito pode trazer para a família. Além da campanha, o governo deve divulgar novos protocolos para diagnóstico e tratamento de zika, dengue e chikungunya.
 
Bahianotícias

INFORME

DEVIDO ÀS MANIFESTAÇÕES NACIONAIS NO DIA DE HOJE, A SEDE DA AACES NÃO FUNCIONARÁ , DEVENDO VOLTAR ÀS SUAS ATIVIDADES NORMAIS APÓS O FERIADO.
UM BOM FERIADÃO A TODOS.

ATENÇÂO, TERMINA HOJE PRAZO PARA RECADASTRAMENTO!

Detalhes
Criado: 10 Novembro 2016
Termina nesta sexta-feira (11) o prazo para a Atualização Cadastral Obrigatória dos servidores municipais. Dos cerca de 23 mil servidores ativos, pouco mais de 19,7 mil já realizaram o recadastramento, segundo a Secretaria Municipal de Gestão (Semge). O procedimento, previsto no Decreto nº 27.766, publicado no Diário Oficial do Município, teve início dia 11 de outubro deste ano. A atualização cadastral tem como finalidade validar o quadro de pessoal dos órgãos/entidades, assim como atualizar os dados dos servidores, ajudando a melhorar o planejamento municipal.

O recadastramento tem duas etapas: a online, onde o servidor/empregado deve conferir seus dados no site http://www.atualizacaocadastral.salvador.ba.gov.br/ e a presencial, que só será necessária àqueles que tiverem dados incorretos nos seus cadastros. Para isso, o servidor deve comparecer ao Setor de Gestão de Pessoas (Segeps) da sua unidade, de 16 de outubro a 16 de dezembro, portanto os documentos comprobatórios. O servidor/empregado que não cumprir o prazo estabelecido em decreto terá o seu salário bloqueado até que a pendência seja regularizada presencialmente na sua unidade.

10 de novembro de 2016

A Aaces defende os agentes de saúde na Paralisação Nacional

 
 
A Associação dos Agentes Comunitários e de Endemias de Salvador (Aaces) vai participar  da Paralisação Nacional amanhã, dia 11, contra a PEC 55, que está em tramitação no Senado. Essa emenda constitucional prevê um limite nos gastos públicos que vai atingir as áreas da saúde e da educação. Dessa forma, a população  carente do país será a mais atingida.

A mobilização também é uma resposta clara dos brasileiros contra o governo Temer e todas as suas tentativas de cortar os direitos da classe trabalhadora.

Em Salvador, já é conhecida a intransigência do prefeito ACM Neto, além da desvalorização que a sua gestão implantou na capital baiana contra os servidores públicos, quer descumprindo a lei ao não reajustar o salário dos trabalhadores, quer nos cortes do ponto. A Aaces, no entanto,  não se amedronta e, junto com o Sindicato dos Servidores da Prefeitura do Salvador (Sindseps), vai representar e defender os direitos dos agentes de saúde.

A luta não para!

Rodoviários decidem aderir greve geral nesta sexta-feira (11)

Categoria ainda vai divulgar a programação e a maneira que vão se manifestar contra o governo Temer
Redação VN

redacao@varelanoticias.com.br 
Foto: ultimosegundo.ig.com.br
Os rodoviários de Salvador optaram por aderir a greve geral que vai acontecer nesta sexta-feira (11). A informação foi confirmada nesta terça-feira (9) pelo presidente do sindicato da categoria, o vereador eleito Hélio Ferreira (PCdoB).
A greve geral vai ser realizada em todo o país e é uma manifestação contra o governo do presidente Michel Temer (PMDB). O presidente do sindicato dos rodoviários ainda adiantou que vai haver uma reunião nesta quarta-feira (10) para definir como eles vão realizar a manifestação e qual vai ser o horário da paralisação dos ônibus.
 varelanoticias.com.br

9 de novembro de 2016

Cientistas anunciam infecção pelo mayaro no Haiti

por Fábio de Castro e Lígia Formenti | Estadão Conteúdo
Cientistas anunciam infecção pelo mayaro no Haiti
Foto: Reprodução / Pixabay
Cientistas americanos anunciaram ter encontrado, no Haiti, um caso inédito de infecção pelo mayaro - um vírus típico da Amazônia, que causa uma febre semelhante à chikungunya. De acordo com eles, o caso pode ser um indício de que o vírus está se espalhando pelas Américas. Um especialista em virologia consultado pela reportagem, no entanto, afirma que não há motivos para alarme, já que o vírus, conhecido há mais de 60 anos, por enquanto sóé transmitido por mosquitos silvestres - e não pelo Aedes aegypti, que poderia espalhá-lo em áreas urbanas. O Ministério da Saúde informou que não há registros de transmissão da febre mayaro por meio do Aedes aegypti. O caso registrado no Caribe pela equipe liderada por John Lednicky, da Universidade da Flórida (Estados Unidos) foi identificado a partir de amostras de sangue de um menino de 8 anos, morador de uma zona rural do Haiti. Até hoje, o mayaro só havia causados surtos isolados na região amazônica, em países como Brasil, Colômbia e Venezuela. Em 2015, um surto de febre mayaro foi registrado em Goiás, atingindo cerca de 40 pessoas. O registro de um caso no Haiti, no entanto, não significa necessariamente que o vírus esteja avançando pelo mundo, de acordo com o virologista brasileiro Mauricio Lacerda Nogueira, do Laboratório de Pesquisas em Virologia da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto. "O vírus não provocou nenhuma epidemia mundial nas últimas décadas e nada indica que isso irá ocorrer da noite para o dia apenas porque tivemos um caso no Haiti. Precisamos ficar em alerta, mas não podemos ceder ao alarmismo", disse Lacerda à reportagem. O Brasil é o país com o maior número de casos de mayaro no mundo, de acordo com Lacerda. Mas ele só se tornaria um problema epidemiológico grave - como a dengue, por exemplo - caso se adaptasse para utilizar o Aedes aegypti como vetor. Mas essa possibilidade, por enquanto, não passa de uma especulação. "O mayaro pode se tornar um problema se começar a ser transmitido pelo Aedes aegypti. Sabemos que em laboratório o Aedes é capaz de transmiti-lo, mas até onde sabemos, nunca houve uma epidemia de mayaro que possa ser atribuída a esse mosquito, nem no Brasil, nem nas Américas" disse Lacerda. Diversos grupos de pesquisa no Brasil têm feito estudos sobre o mayaro - incluindo a equipe liderada por Lacerda - e até mesmo uma candidata a vacina já foi desenvolvida em laboratório. "A vacina está praticamente pronta, mas os testes clínicos não avançaram ainda por falta de interesse da indústria farmacêutica. Há poucos casos e, portanto, pouca procura. Não sabemos qual é o impacto socioeconômico da doença", disse. Apesar dos vários estudos, segundo Lacerda o mayaro ainda é de maneira geral muito pouco estudado e pouquíssimo conhecido pela comunidade científica e médica. "Isso é o mais preocupante em relação a esse vírus. Ao contrário da chikungunya, que tem sintomas muito parecidos, o mayaro é completamente desconhecido por 95% da comunidade médica", afirmou.

Bahianotícias

7 de novembro de 2016

Fundador do PSC pede a Lava Jato que investigue pastor Everaldo

por Mateus Coutinho e Julia Affonso | Estadão Conteúdo
Fundador do PSC pede a Lava Jato que investigue pastor Everaldo
Foto: Bruna Castelo Branco / Bahia Notícias
Enquanto partidos tentam articular uma brecha para anistiar o caixa 2, em meio aos avanços da Lava Jato com delações que devem atingir as principais siglas do país, um dos fundadores do Partido Social Cristão (PSC), Vitor Abdala Nósseis, denunciou o candidato de sua própria agremiação à Presidência em 2014, pastor Everaldo. Em petição ao juiz federal Sérgio Moro, em Curitiba, Nósseis pediu que a força-tarefa da Lava Jato investigue o pastor e o secretário-geral do PSC, Antônio Oliboni. Na denúncia, Nósseis pede ainda ao juiz da Lava Jato que bloqueie os bens de Everaldo e Oliboni. Segundo ele, o pastor e o secretário-geral do partido receberam 'vultosas quantias de dinheiro' de empresas investigadas na operação 'com indício de prática de crime de lavagem de capitais e organização criminosa'. Como 'provas' das suspeitas levantadas contra seus correligionários, Nósseis anexou à denúncia comprovantes de doações registradas na Justiça Eleitoral ao PSC e ao candidato à Presidência pela sigla em 2014. Uma das linhas de investigação da Lava Jato é de que as doações oficiais eram uma forma de lavar dinheiro de corrupção para as siglas e os candidatos. A tese é uma das maiores preocupações dos partidos atualmente com o avanço da operação. Até agora nenhum representante partidário havia afirmado que as doações recebidas pela sigla eram propinas do esquema de corrupção na Petrobras. Para o fundador do PSC, seus correligionários receberam 'vultosas quantias em dinheiro oriundo do esquema criminoso'. "Verifica-se que esses repasses eram periódicos e aconteciam à medida que o esquema criminoso se desenvolvia, confiantes na impunidade, protegidos por parlamentares e membros do Executivo, mentores de todo o esquema criminoso", segue a denúncia. A denúncia encaminhada para a sede da Lava Jato, em Curitiba, não é o primeiro episódio em que Nósseis, que presidiu o PSC por 30 anos, acusa seus correligionários na Justiça por supostas irregularidades. Na convenção do PSC realizada em 17 de julho do ano passado, ele foi destituído do cargo de presidente nacional da legenda. Inconformado com o resultado ele está questionando a convenção - que classifica como 'fraudulenta' - na Justiça. Até o momento, seus questionamentos não obtiveram sucesso. Em manifestação a Moro na quinta-feira (3), a força-tarefa da Lava Jato pediu indeferimento da solicitação de Nósseis, que pediu para ser cadastrado aos autos do processo. Segundo os procuradores da República que integram a força-tarefa, o fundador do PSC não atende aos 'requisitos mínimos' para ser cadastrado nas investigações penais da Lava Jato. "É possível verificar que, embora os fatos narrados possam se inserir no âmbito do esquema criminoso investigado na Operação Lava Jato, eles não se relacionam diretamente com o objeto dos autos a que o peticionário requereu habilitação. Os representados Everaldo Dias Pereira e Antônio Oliboni não são partes e não trabalharam para as empresas investigadas nos autos em consideração, não apresentando, em uma análise prévia, conexão com os fatos que fundamentam as investigações neles promovidas, o que demonstra que, efetivamente, não existe interesse do requerente em ser habilitado aos autos", assinalam os procuradores da Lava Jato. Os investigadores informaram ainda a Moro que também receberam a denúncia feita por Nósseis e que ainda vão analisar o caso. Em nota, o departamento jurídico do Partido Social Cristão (PSC) afirmou que "lamenta que a Operação Lava Jato, a maior operação de combate à corrupção já realizada no país, esteja sendo usada como objeto de disputa pessoal por um dos seus quadros."
 
Bahianotícias

Estudo mostra, pela primeira vez, danos causados pelo cigarro no DNA humano

Estudo mostra, pela primeira vez, danos causados pelo cigarro no DNA humano
Foto: Divulgação
Uma pesquisa dos Estados Unidos mostra, pela primeira vez, os malefícios causados pelo fumo no DNA humano. Com base no estudo divulgado na última quinta-feira (3), na revista Science, os usuários de um maço de cigarros ao dia, em comparação com os não fumantes, têm a cada ano, 150 mutações a mais em cada célula do pulmão. A pesquisa é uma novidade para o assunto, já que detalha como o cigarro possibilita o desenvolvimento de câncer no pulmão. Segundo especialistas envolvidos no estudo, como Ludmil Alexandrov, do Laboratório Nacional de Los Alamos (Estados Unidos), a análise apresentada é a primeira a investigar, com mais profundidade, os prejuízos causados nas células do corpo humano pelo tabagismo. "Até agora, nós tínhamos um amplo volume de evidências epidemiológicas que ligavam o fumo ao câncer, mas agora podemos de fato observar e quantificar as alterações moleculares causadas pelo cigarro no DNA", disse Alexandrov. Para ele, os danos causadas pelo cigarro levam à formação de tumores por vários processos diferentes. "Fumar cigarros danifica o DNA em órgãos diretamente expostos à fumaça, além de acelerar o relógio celular que controla as mutações nas células, afetando assim órgãos direta e indiretamente expostos à fumaça", afirmou.
 
Bahianotícias

5 de novembro de 2016

Combate ao Aedes é retomado pela Prefeitura em regiões prioritárias

Combate ao Aedes é retomado pela Prefeitura em regiões prioritárias
Foto: Reprodução / Pixabay
Os "faxinaços" aontra o Aedes aegypti estão sendo retomados pela Prefeitura de Salvador. Na última sexta (4) os mutirões de limpeza para eliminar focos e criadouros dos vetores aconteceram nos bairros Vista Alegre e Coutos. Entre 08 às 15 os agentes da Secretaria Municipal da Saúde visitaram casas , limparam, removeram e descartaram lixos e materiais que pudessem se tornar criadouros. Imóveis fechados e abandonados também foram visitados. “O objetivo é reduzir rapidamente o índice de infestação das áreas críticas da cidade e evitar uma epidemia das doenças transmitidas pelos vetores. Por isso retomamos os mutirões de limpeza, onde conseguimos executar em um curto espaço de tempo o trabalho de identificação e eliminação dos criadouros nos bairros com maior vulnerabilidade para a proliferação dos mosquitos”, esclareceu doutora Isabel Guimarães, coordenadora do Programa Municipal de Combate à Dengue. Outros bairros considerados como prioritários receberão os faxinaços.
 
Bahianotícias

4 de novembro de 2016

Ministério da Saúde institui Dia Nacional de Combate ao mosquito Aedes aegypti

Ministério da Saúde institui Dia Nacional de Combate ao mosquito Aedes aegypti
Foto: Reuters
O ministro da Saúde, Ricardo Barros, nesta quinta-feira (3), afirmou que o governo fixou o dia 25 de novembro como o Dia Nacional de Combate ao mosquito Aedes aegypti, que transmite dengue, zika vírus e chikungunya. A partir do dia 20, será veiculada uma campanha publicitária para conscientizar a população sobre os cuidados com água parada para evitar a proliferação do mosquito. O ministro disse ainda que está sendo avaliada a possibilidade de a primeira-dama, Marcela Temer, ser uma espécie de madrinha da campanha. O modelo de Dia Nacional já foi adotado pela ex-presidente Dilma Rousseff, que determinou que ministros participassem presencialmente da campanha, realizada em 13 de fevereiro deste ano. As ações contarão com o apoio do Ministério da Educação. "Estamos pedindo ao MEC que oriente as escolas para que os professores, na última aula do dia na sexta-feira, tirem 10 minutos para orientar e motivar sobre a eliminação dos focos do mosquito", disse. Ao ser questionado se as ocupações atrapalharia esta iniciativa, Barros disse esperar que os estudantes não impeçam a ação de agentes e sugeriu que eles também possam atuar no combate ao mosquito. "Vai ser um grande favor que prestam à sociedade".
 
Bahianotícias

2 de novembro de 2016

Neto e outros 442 ex-parlamentares denunciados por uso indevido de dinheiro público

Neto e outros 442 ex-parlamentares denunciados por uso indevido de dinheiro público
Foto: José Cruz / Agência Brasil
A Procuradoria da República na 1ª Região denunciou na última sexta-feira (28) 443 ex-deputados por uso indevido de dinheiro público, no âmbito do caso que ficou conhecido como farra das passagens, em 2009. Segundo informações do blog Congresso em Foco, do portal UOL, entre os ex-parlamentares denunciados estão o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM); o ex-ministro Ciro Gomes, pré-candidato do PDT à Presidência da República; o secretário do Programa de Parcerias de Investimentos do governo Michel Temer, Moreira Franco; e os ex-deputados Antonio Palocci (PT) e Eduardo Cunha (PMDB-RJ),ambos presos pela força-tarefa da Operação Lava Jato. Por meio da sua assessoria, Neto afirmou que não utilizou a verba indevidamente. Nenhum dos denunciados exerce atualmente mandato parlamentar. Não está na lista o presidente Michel Temer, que presidia a Câmara dos Deputados quando o caso veio à tona. Ele teria cedido sua cota de passagens para viagens de turismo para a Bahia. A ausência se justifica por conta do foro privilegiado: congressistas, ministros e o presidente da República, entre outras autoridades, só podem ser investigados e julgados pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Para isso, a denúncia só pode ser apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. As acusações contra os ex-parlamentares estão distribuídas em 52 denúncias, assinadas pelo procurador Elton Ghersel. O relator, o desembargador Olindo Menezes, emitirá voto recebendo ou rejeitando o pedido do MP. O voto dele será levado para julgamento na 2ª Seção do TRF 1, e caso a denúncia seja aceita, os ex-deputados viram réus e responderão a ações penais. Ainda constam na lista o prefeito reeleito de Belém, Zenaldo Coutinho (PSDB); o ex-governador do Distrito Federal Agnelo Queiroz (PT-DF); o ex-presidente da Câmara Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) e os ex-deputados Pedro Henry (PP-MT) e Valdemar Costa Neto (PR-SP), condenados no mensalão. De acordo com o Congresso em Foco, que denunciou o caso em 2009, somente na Câmara eram mais de 250 deputados que viajaram para fora do país com recursos públicos. Investigações foram iniciadas paralelamente para apurar um esquema de comércio ilegal de créditos aéreos envolvendo assessores e parlamentares. O MP, com apoio da Polícia Federal, examinou 160 mil bilhetes aéreos pagos pela Câmara aos deputados entre 2007 e 2009 às companhias Gol e TAM. Os gastos com esses bilhetes chegaram a R$ 70 milhões (valores da época), sendo R$ 3,1 milhões com viagens internacionais, para o pagamento de 1.588 trechos, que saíram ao custo de R$ 3,1 milhões. Os voos nacionais foram 112 mil, ao custo de R$ 64 milhões. Veja aqu e veja a lista completa.
 
Bahianotícias